9 Dicas para uma Relação Mais Saudável!

Por Diogo Barros




Onde existe um grupo de pessoas sempre haverá a discordância, afinal somos e temos pensamentos diferentes um do outro, esta probabilidade de acontecer as discordâncias sobre a forma de como enxergamos nosso ponto de vista, me leva a indicar 11 dicas que podem ajudar um grupo de pessoas fazer a melhor escolha levando em consideração que algumas pessoas tem características de personalidades diferentes uma das outras onde por exemplo algumas podem ser mais competitivas, experientes, passivas, conservadoras, imediatistas e por ai vai...

Partindo da hipótese que o problema foi identificado, analisado e descoberto a real causa, então:

1- Procure dar solução e não culpados

É possível que na maioria dos casos houve uma falha humana, esta falha dever ser observada como anomalia do processo, então supondo que esta pessoa cometeu uma falha operacional por exemplo, deve-se levantar o real motivo pelo qual isto ocorreu, saber se ela estava bem treinada para executar a atividade, se ela não estava fadigada de outras tarefas, se ela estava passando por um período de fragilidade na saúde ou emocional e assim levantar uma solução para resolver a anomalia do processo. 

Observe que o foco é identificar a causa e dar uma solução corretiva e não caçar o culpado e cometer assédio moral punindo de forma arbitrária, as vezes a anomalia pode ser o fluxo do próprio processo que foi mal alinhado gerando stress entre os setores envolvidos, devido a sazonalidades de forte demanda de trabalho, neste caso uma reunião com foco de alinhamento de processo resolve!

As punições devem ocorrer apenas em caso de má fé ou falta de comprometimento por parte do individuo.

2- Analise detalhadamente a situação

Faça a maiêutica:

Qual realmente é o problema?
Quais setores e pessoas estão envolvidos?
Qual foi o impacto gerado pela anomalia do problema?
Desde quando isso vem ocorrendo?
Qual o prejuízo monetário do erro?
Onde gerou o conflito e por que?

Cerifique-se com outras pessoas que a sua maiêutica tem coerência com a opinião delas também.

Você pode utilizar como sugestão a ferramenta dos 5 porquês e fazer o check da sua maiêutica.



3 - Mantenha um clima organizacional com respeito e profissionalismo

Independente de como a falha ocorreu e porque, mantenha o profissionalismo sem sarcasmo, ironia ou agressividade demonstrando entendimento e respeito pelas outras áreas e pessoas, evite comentários não produtivos, ou fique batendo várias vezes na mesma tecla do erro sem necessidade de que ela seja comentada.

4 - Ouça muito e fale apenas o necessário

Não interrompa as pessoas enquanto elas estiverem falando, ouça e busque o que não foi dito mas que está nas entrelinhas das evidências, faça perguntas certas que levem a reflexão do todo e não apenas de parte do processo, mantenha o bom diálogo em todo o tempo e apenas compartilhe do diálogo com outras pessoas o necessário e o que realmente as convém para solucionar o problema, afim de não expor a pessoa e gerar um novo outro problema.

5 - Criticar sem desconstruir

Todo problema deve ser evidenciado e usado como exemplo para que não venha mais a acontecer, então faça um plano antes da reunião e cuide de verificar se a forma da sua abordagem não vai gerar nenhum dano moral para a organização, procure falar primeiro em particular com uma testemunha que pode ser o gestor da pessoa e coloque a ela que se necessário a situação deverá ser explicada em publico com toda a sutileza, afim de que todos aprendam com o erro, pedir um plano de ação com uma corretiva para a pessoa pode ser uma formalidade que ajuda na crítica construtiva, assim a pessoa ou setor tomam consciência do impacto e do prejuízo e testa o entendimento que a falha não deverá mais ocorrer como ocorreu, seja ela pela falta de comprometimento, integração, sistemas, operação e etc.

6 - Em caso de conflito

Uma solução com foco onde a empresa ganhe e todos sejam recompensados, a solução " Ganha - Ganha" é a mais comoda, mas todos temos que aprender ceder em alguns momentos, neste caso um "Ganha-Perde", mas é algo que temos que aprender a ser menos vaidosos, ai entra uma questão comportamental e emocional, onde fragilizamos o nosso ego, afim de trazer uma melhor solução para a organização e não para o setor ou para colocar pessoas em pedestais.

Na dúvida, faça o seguinte:

  • Mostre um exemplo de sucesso
  • Dê uma garantia
  • Faça uma demonstração
  • Ouça a reação das pessoas

7- Em caso da resistência persistir

Logo acima temos o levantamento de algumas informações que poderão ser utilizadas para justificar as necessidades de mudanças e corretivas no processo, lembre-se "contra fatos, não há argumentos" então, após levantar as evidências você provavelmente terá que buscar apoio da alta gestão eles deverão entender o ocorrido e arbitrar uma solução. Apresente seu estudo e as tentativas de solucionar o problema este insucesso promoverá o seu interesse em corrigir a anomalia e demonstrará o quanto você está comprometido com a companhia, mas caberá a eles a partir de agora decidirem o que é melhor para todos, então, não se reprima se nada acontecer e fique tranquilo porque você cumpriu escalando o impasse para pessoas da alta gestão, possivelmente na reunião de indicadores esta situação será trazida a reunião afim de justificar os prejuízos, assim, se realmente for interessante para empresa existirá uma mobilização para que a corretiva aconteça ou para que cargos sejam revistos.

8- Mantenha-se Calmo

O preconceito e resistências, podem vir, assim como comentários destrutivos, você deve se manter firme na sua decisão, com foco no resultado afim de atingir o objetivo, lembre-se que "toda a mudança gera desconforto nas pessoas" afinal você é remunerado para trazer solução e agregar valor para a empresa e não para varrer os problemas para baixo do tapete ou ainda colocar panos quentes sobre anomalias que levam a companhia ao fracasso. Ter e manter o controle sobre suas emoções é fundamental para ser um diplomata na tratativa, logo, caso você tenha um bom apoio e razão sobre tal situação, as pessoas começarão a citar seu exemplo e se aproximar de você para pedir conselhos, uma vez que você mudou seu nível para expert no assunto e agora passou a assumir um papel de referência para a empresa! 

9 - E se toda a minha análise estiver errada!

Relaxe, todos erramos e estamos sujeitos a fracassar, aprenda com seu erro, aprimore onde você falhou, se capacite, ouça mais, se certifique mais, busque novas ferramentas, livros e treinamentos, eleve seu conhecimento, assim você não se tornará vulnerável, pelo contrário as pessoas verão através de seu esforço o seu comprometimento e humildade em aprender e crescer com seus próprios erros.

Pelo Celular ou Tablet Recomende este produto pelo WhatsApp
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "9 Dicas para uma Relação Mais Saudável!"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

O Corpo Fala

Empregado Doméstico

Dinâmica de Grupo